Treinamento com GLP


O gás liquefeito de petróleo é usado por milhares de brasileiros, desde os grandes centros urbanos até as regiões mais afastadas. É mais comum que estejamos acostumados a encontrá-lo nos tradicionais botijões de 13 quilos, mas também pode ser comercializado em recipientes menores (de dois ou de cinco quilos) e maiores (como aqueles utilizados no meio industrial, comercial e residencial/condomínios - de 20, 45, 90, além de cilindros comerciais/industriais de 20, 125 e 190 quilos, além de tanques estacionários, como modelos que comportam de 440 quilos a 51 toneladas).

Como seu nome indica, ele é um gás liquefeito - colocado sob pressão na parte interna do vasilhame em que ele é armazenado, o gás acaba assumindo a forma líquida.

Ele é formado pela combinação de propano e butano, ambos derivados do petróleo. Quando submetido a uma temperatura de aproximadamente 70 °C, ele se transforma no gás que conhecemos e utilizamos tão largamente em várias aplicações.

Uma outra grande vantagem do gás de cozinha, como é comumente chamado, é sua facilidade de instalação. Como, em geral, não há necessidade de obras para instalação e utilização do GLP, ele chega a todos os lugares, tanto nas regiões rurais quanto nas urbanas (Texto retirado do site da Ultragaz).

Confira fotos do treinamento realizado com a turma 02 tarde - Instrutor Marcos Santos.

#cursodebombeirocivil #treinamentodebrigada #Bombeirocivilescoladebombeirocivilbombeiro #bombeiro #segurançadotrabalho #escoladebombeirocivil